O fim das câmeras IP?

 

Por Eng. Claudio de Almeida

 

As câmeras IP se tornaram populares quando surgiram os primeiros sensores com resolução megapixel.

 

Já que os sistemas de vídeo analógico não comportavam resoluções megapixel, as câmeras IP se tornaram a única solução viável para transmitir imagens com resoluções maiores que D1 (720 x 480).

 

Sendo assim, apesar de suas inúmeras deficiências, seu alto custo e a exigência de uma caríssima e complexa infraestrutura, as câmeras IP foram ganhando espaço em sistemas de CFTV.

 

Mais detalhes em Câmeras IP - 1ª parte e Câmeras IP - 2ª parte.

 

Até que surgiu a tecnologia HD analógico, ou seja, a transmissão de imagens Full HD por cabos coaxiais que, pelos motivos abaixo, está roubando o mercado das câmeras IP:

 

- A migração de um sistema analógico para IP é uma tarefa complexa e cara:

 

- Todo o cabeamento analógico é retirado para ser substituído pelo cabeamento de rede estruturada;

 

- O local ficará desprotegido até que o novo sistema IP esteja implantado;

 

- A migração tem que ser feita de uma vez, o que significa que o cliente deve ter verba disponível para isso;

 

- Deve-se ter um bom conhecimento de redes para poder configurar o sistema adequadamente.

 

- A solução HD analógico é simples de implantar:

 

- Na maioria das vezes, muda-se apenas as pontas (câmeras e DVRs), mantendo-se a infraestrutura que é idêntica àquela utilizada para os sistemas analógicos:

 

- A migração pode ser feita em etapas:

 

- Em menos de uma hora substitui-se o DVR analógico pelo DVR HD;

 

- O sistema de CFTV volta a funcionar imediatamente após a troca, pois DVRs HD aceitam câmeras analógicas;

 

- As câmeras analógicas podem ser substituídas aos poucos;

 

- Essa migração não pesa no bolso do cliente, que pode fazê-la aos poucos, de acordo com o seu orçamento

 

- Não é necessário ser um expert em TI para configurar o novo sistema.

 

- Sistemas HD analógico são Full HD, ou seja, as imagens são exibidas e gravadas na resolução de 1920 x 1080 pixels a 30 fps;

 

- Sistemas HD analógico não têm o delay característico das câmeras IP;

 

- Câmeras IP estão limitadas a 90 m de distância do switch; câmeras analógicas podem alcançar mais de 1000 m com cabos coaxiais. Veja o resultados dos testes que fiz com as tecnologias HD em Teste dos cabos coaxiais Beta Cavi com tecnologia HD;

 

- Câmeras IP podem facilmente entregar em sua saída imagens Full HD, porém essas imagens dificilmente chegarão ao destino com a taxa de 30 fps, necessária para que um sistema possa ser classificado como Full HD;

 

- A alegação de que câmeras HD são limitadas  a resoluções de 2 Megapixels deixou de ser um motivo para se utilizar câmeras IP, pois a Techpoin, detentora da tecnologia HD-TVI , acaba de anunciar suas primeiras câmeras HD com resoluções de 3, 4 e 5 Megapixels, que deverão estar no mercado no começo do ano que vem.

 

                                                                       Source:IPVM                                                                                                                 Source:IPVM

 

- Também para o ano que vem, está previso o HDcctv 3.0 que vai proporcionar:

 

- Resoluções 4K ou superiores;

 

- Taxas de 30 e 60 fps;

 

- PoC - Power over Coax - como nas câmeras PoE, a alimentação para as câmeras será enviada pelo cabo coaxial;

 

- Transmissão de áudio bidirecional;

 

- Tudo isso através de um único cabo coaxial ligando a câmera ao DVR.

 

Empresas que antes defendiam ferozmente as câmeras IP já estão mudando de opinião, pois já perceberam essa tendência.

 

Uma grande empresa  coreana - um dos maiores fabricantes de câmeras IP do mercado -  acaba de lançar uma linha de câmeras AHD...

 

Nem tudo analógico, nem tudo IP

 

A melhor solução é um sistema híbrido; as câmeras analógicas HD são gravadas localmente em um DVR HD que está conectado através da rede IP a um servidor rodando um software VMS:

 

 .

 

Mais detalhes em Câmeras IP - 2ª parte - Projetando sistemas IP de maneira inteligente e eficiente

 

 

Isso significa o fim das câmeras IP?

 

Claro que não!

 

Elas  ainda serão úteis nas funções para as quais foram originalmente idealizadas:

 

- Situações onde é impraticável a instalação de um DVR;

 

- Câmeras isoladas;

 

- Onde a grande distância entre as câmeras instaladas excede o comprimento máximo permitido para o cabeamento;

 

Ou seja, no monitoramento de estradas, ruas, portos, etc., onde não existe um local adequado para instalação do DVR e as câmeras podem estar a quilômetros umas das outras.

 

Conclusão

 

Se você, instalador ou cliente  final, está pretendendo instalar um sistema de segurança com câmeras IP, ou migrar um sistema atual para IP, é melhor rever sua escolha...

 

 

Nov/2015

Quer saber quando novos artigos serão publicados?

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!

comments powered by Disqus

Copyright ©2014 Instituto CFTV - Todos os direitos reservados

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total ou parcial deste site por qualquer meio e para qualquer fim, sem autorização prévia do autor.